Vem aí a grande chuva de asteróides do ano de 2017.

Nos dias 13 e 14 desse mês de dezembro o nosso planeta Terra irá cruzar o rastro de detritos deixados pela órbita do asteroide “3200 Faetonte”, proporcionando um verdadeiro espetáculo da natureza.

A chuva de meteoros Geminidas, ou Geminídeas, acontece todos os anos, entre os dias 09 e 19 de dezembro, quando a Terra passa pelo rastro de detritos deixado pelo asteroide. E é nos dias 13 e 14 de dezembro que ocorre o momento em que a maior quantidade de “estrelas cadentes” (meteoros) podem ser observadas a cada hora! Poderão ser observados, em média, 120 meteoros por hora – aproximadamente 2 a cada minuto! Os meteoros são formados por pequenas partículas, algumas delas com apenas milímetros de diâmetro, que entram na atmosfera a uma velocidade de 126 mil Km/h, queimando a sí e ionizando o ar.

ACB7BEF0-B3F0-469F-BEDD-07605AD09836
(*) Imagem obtida pelo aplicativo planetário astronômico SkyPortal, da Celestron

As “estrelas cadentes” surgirão de um ponto do céu onde está localizada a constelação de Gêmeos, seguindo em todas as direções. Nessa época do ano, a constelação de Gêmeos nasce ao leste por volta das 21:00h, mas é após a meia-noite que ela ganha altura no céu. O melhor horário para observar essa chuva é por volta de duas horas da madrugada (não importa em qual país você esteja, pois sempre será às 02:00h do seu horário). Nesse horário, a constelação de Gêmeos já estará alta na direção norte, seguindo seu rumo natural para a região oeste do firmamento (onde o sol se põe). Esse movimento é provocado pela rotação da Terra, causando a impressão que o céu (a esfera celeste) se move no sentido contrário. Para localizá-la, encontre primeiro as Três Marias – aquele famoso conjunto de estrelas que todo mundo conhece – elas formam o “cinturão de Orion”. Elas estarão quase no alto (no zênite) desça com os olhos, inclinando um pouco à direita no sentido norte e logo verá uma brilhante estrela avermelhada (Betelgeuse), a partir daí trace uma reta até encontrar um conjunto de duas estrelas brilhantes (Pollux e Castor). Pronto, você achou a constelação de Gêmeos. Os meteoros irão irradiar desse ponto do céu.

Para observar esse acontecimento da natureza não é necessário nenhum equipamento. Basta somente seus olhos, uma noite escura com céu limpo, tranquilidade e uma boa dose de empolgação. Convide os pequenos e lembre de levar também alguns cobertores para proteger do sereno e do frio. Apague com antecedência as luzes da casa (para acostumar os olhos), acomode-se, de preferência sentado e aprecie o espetáculo. Os melhores sítios para a observação são aqueles longe da poluição luminosa das cidades. Mas, mesmo em nosso céu urbano, os asteróides poderão ser vistos a uma frequência de 60 por hora (um a cada minuto).

Observar chuva de asteróides, comumente conhecidos como “estrelas cadentes” é uma ocasião para desenvolver a paciência, harmonia e cumplicidade com seus familiares ou com aqueles que se encontram em sua companhia.

Encontrar uma “estrela cadente” é um momento lúdico que encanta as crianças e também os adultos de todas as idades, nos fazendo remeter a um mágico momento que nos eleva o espírito, nos fazendo pensar o quão bela, misteriosa e perene é a natureza e o quanto fazemos parte dela.

💫✨

(*) Imagem obtida pelo aplicativo planetário astronômico SkyPortal, da Celestron

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s